quinta-feira, 12 de julho de 2012

Conversas

      image
Vai fazer o quê hoje, Babi? 
Não sei, acabei de ver um filme lindo amor. 
Que filme, mô? 
Não sei o nome. 
Ele ri. Novidade. 
Idiota, eu esqueci. 
Me diz uma coisa que você não esquece. 
Você. Ela ri. 
Jura? Qual meu nome? 
Eu sei né amor, Alfredo. 
Ele dá uma gargalhada. Idiota, vem cá então, Jociara. 
Ela ri. Idiota. 
Idiota. 
Idiota. 
Cansei, Babi. 
Ela comemora. 
Dá pra me dizer como foi o filme?
Ah, tinha um casal, amor. E ele levou ela em uma praia e eles ficaram lá, deitados contando estrela. Ai eles comeram e ela fez a comida que ele mais ama. Foi lindo. 
Clichê demais. 
Olha quem fala, você já me ligou de madrugada e cantou. Clichê também. 
Mas foi verdadeiro, e filme não é verdadeiro. Eles ganham para amar. E eu não ganho nada para te amar. 
Nada? Nada mesmo? 
Desculpa, você já colocou crédito no meu celular. Ele ri. 
Idiota. 
Eles ficam em silêncio. Ela acaba dormindo. Ele fica sentado e ao se passar uma hora, já se dava para ver estrelas no céu. Ele vai até o sofá onde ela estava dormindo, a segura pela perna e vai em direção ao jardim. 
A coloca deitada no chão e deita ao seu lado, esperando a hora que ela acordasse. 
Lucas? 
Oi. 
Como fui parar aqui? 
Te peguei no colo.
E porque? 
Não dava para ver estrelas lá de dentro, tinha o teto. 
Ela sorri. — Você disse que era clichê. 
Amar é clichê, Babi. 
E mesmo assim você ama? 
E mesmo assim eu te amo.
Ela o olha e o beija.
Então tá, agora a gente faz o que Babi? 
Olha para as estrelas. 
Ele fica em silêncio. 
Lucas. 
Oi, amor. 
Tá gostando? 
É legalzinho, mas não muda nada. 
Também acho, mas no filme eles gostavam. 
Porque era filme, amor. 
Ah, vamos ficar aqui. 
Ele fica novamente em silêncio. 
Babi. 
Oi, Luc. 
Quer ir lá pra dentro jogar vídeo game? 
Só se eu ficar com o controle sem fio. 
Ah não, para. 
Então não. 
Babi. 
Oi, amor.
Para de ser chata, vamos logo. Ele levanta. 
Me carrega? 
Ele sorri, abaixa e a pega no colo. 
Posso escolher o jogo, Luc? 
Não abusa, Babi. Não abusa.

Ela sorri e o bate. — Idiota. 

Um comentário:

  1. Simplesmente amei. Aposto que é mais real que muito filme por aí :)

    ResponderExcluir

comente sem medo de expor suas opiniões e criticas